Hemorróida: O que é, porque desenvolve, sintomas e tratamento.

Hemorróida: O que é, porque desenvolve, sintomas e tratamento.

 

     A hemorroida é mais recorrente do que se possa imaginar; segundo os especialistas, cerca de 50% da população tem ou terá á doença hemorroidária. Doença conhecida como dilatação das veias na região anal é algo que incomoda, traz inúmeros desconfortos e dores.

Segundo alguns relatos, existem pessoas que sofrem com hemorroidas há mais de 20 aos. A coloproctologista do HSJosé Dra. Denise D´avila Búrigo (CRM-17190/RQE-15864), alerta que a doença hemorroidária é um problema venoso progressivo, podendo assim ter vários graus de desenvolvimento.

    A especialista explica o que é a doença, como ela se desenvolve e as formas de prevenção.

 

O que é a doença hemorroidária?

     Mamilos hemorroidários são formados por veias que fazem parte do ânus e canal anal normal, quando causam algum desconforto nós chamamos de doença hemorroidária. 

     Pode ser classificada em "internas” quando estão dentro do canal anal recobertas por mucosa, “externas” quando estão junto da borda do ânus recobertas por pele e "mistas" quando internas e externas.

 

Quando a doença acontece? Por que se desenvolve?

     Qualquer fator que aumente a pressão nos mamilos hemorroidários pode causar dilatação e o aparecimento dos sintomas. Fazer muito esforço para evacuar, ficar longos períodos sentado no banheiro, uso crônico de laxativos, a constipação, a gestação, rotinas profissionais ou esportivas, como ficar muito tempo sentado, fazer muito esforço físico, levantamento de grandes pesos são causadores, além disso, a hereditariedade (herança genética) também é reconhecida como um fator importante.

 

Quem pode desenvolver?

A hemorróida é um problema frequente na população em geral; existem raríssimos relatos de ocorrências na infância e muito pouco frequentes antes dos 20 anos de idade, a maioria dos casos ocorre em pacientes entre 30 e 60 anos.

 

Quais são os sintomas e como se faz o diagnóstico?

     Os sintomas mais comuns são o prolapso (quando o mamilo sai pra fora da borda anal) e o sangramento, mas, com o tempo, como a doença tende a progredir, outros vão surgindo. Dermatite perianal, dores em ardência, latejante, em pressão; sensação de pressão retal, sensação de plenitude retal, secreção fecal, muco e sangue nas roupas, dificuldade evacuatória, sensação de evacuação incompleta.

O diagnóstico é feito a partir da sintomatologia e do exame proctológico com anuscopia que é o exame que avalia o canal anal.

 

Quais os tipos de tratamento hoje existentes?

     O tratamento pode ser cirúrgico ou não cirúrgico.

A doença hemorroidária em seus estágios iniciais com sintomas leves normalmente são tratados por intermédio da mudança dos hábitos alimentares, aumentando ingestão de água e de fibras. São boas fontes de fibras os cereais, os alimentos integrais, as frutas e os vegetais. Diminuir o esforço para evacuar é muito importante para não piorar o problema. 

       Nos casos em que as medidas clínicas não resultam em um bom controle dos sintomas, pode ser necessário um tratamento através de procedimentos, que vão desde procedimentos ambulatoriais não cirúrgicos como a ligadura elástica até a cirurgia propriamente dita.

Hoje estão disponíveis algumas técnicas cirúrgicas, a hemorroidectomia clássica, a hemorroidectomia por grampeamento, a desarterialização hemorroidária, por exemplo, porém necessitam de uma boa avaliação e exame pré-operatório minucioso para decisão da melhor opção para cada paciente.

 

Por quanto tempo pode durar o problema?

        Muitos pacientes ficam durante anos com sintomas sem procurar atendimento. 

A doença hemorroidária quando não tratada, tende a progredir e causar sintomas mais desconfortáveis e mais frequentes. Devemos lembrar que problemas hemorroidários não causam câncer, mas, em alguns casos, o câncer colorretal e anal podem ser a causa do sangramento e por este motivo não é seguro acreditar que seu sintoma provém de hemorroidas sem antes consultar um especialista.

 

O problema após o procedimento cirúrgico pode voltar? 

      Pode, sempre é realizado o tratamento cirúrgico no mamilo hemorroidário doente, caso o paciente não melhore seus hábitos de vida e reduza os fatores causadores, outros mamilos hemorroidários podem começar a apresentar sintomas.

 

Qualquer tipo de problema em saúdo deve-se procurar um médico especialista. Nunca inicie um tratamento sem antes consultar o médico.

Notícias São José