Notícias

Voltar para listagem

Grupo de voluntários do Hospital São José encerra atividades de 2017

Data: 28/11/2017
Grupo de voluntários do Hospital São José encerra atividades de 2017

 

Criciúma - O voluntariado no Hospital São José existe há mais de 30 anos. Os trabalhos iniciaram com as Samaritas, grupo mais antigo; e logo depois chegam as mulheres da Liga Feminina de combate ao câncer, que prestam um trabalho digno de honraria, auxiliando ou simplesmente levando uma palavra de conforto aos pacientes. 

    Em 2015 o quadro de voluntários da instituição aumentou significativamente e todos os anos, novas pessoas saem para que outras possam também exercer este ato de generosidade para com o próximo. A Instituição criou então o grupo “Voluntários São José”; que marca presença em vários setores do Hospital, para auxiliar em tudo aquilo que é possível e que podem fazer.    

    Na última semana o Centro de Ensino e Pesquisa da Instituição, setor que auxilia os grupos na Entidade, promoveu o último encontro do ano para o grupo de voluntários com momentos de confraternização e reflexão.

Irmã Líbera Mezzari diretora Geral do HSJosé fez questão de agradecer o carinho e dedicação dos voluntários.

Na ocasião, o escritor, professor e filósofo Clodoaldo Pacheco, palestrou ao público presente sobre "Como viver melhor e com saúde". “Quanto mais nos empenharmos em praticar e ampliar o nosso campo de ação para ajudar os outros, torna-se maior a nossa felicidade, nossa prosperidade e a nossa satisfação”, exemplificou Pacheco.

     O objetivo do voluntariado é realizar ações que auxiliem pessoas que necessitem de ajuda em momentos frágeis da vida dentro do hospital. Todas as pessoas que se candidatam ao serviço voluntário passam por um processo de treinamento com duração de oito horas, e uma visita orientada de duas horas dentro do hospital, nos diferentes setores.

“É lindo e gratificante ver o empenho das pessoas; destes voluntários que estão aqui, pelo simples fato de poder servir alguém, ajudar ao próximo. Isso é também cidadania”, destaca Irmã Isolene Lofi, coordenadora do Centro de Ensino e Pesquisa do HSJosé.

     Durante o evento todos os voluntários agradeceram a oportunidade por estarem de alguma maneira ajudando e contribuindo com a vida de pacientes e familiares e agradeceram o momento proporcionado pela direção do hospital.

“Foi um rico momento de renovação e uma ajuda a quem se doa voluntariamente, exercendo a cidadania, doando do seu tempo gratuitamente para ajudar a outros. Estes momentos nos encorajam e fortalecem os grupos e a cada um nessa missão, fazendo perceber a importância de ser um voluntariado”, destacou a religiosa.

 

Surgimento do voluntariado no Brasil

 

O voluntariado já é uma atividade estipulada em lei, definida pela Lei nº 7.352, de 1985 e comemorada nacionalmente no dia 28 de agosto. Mas este trabalho já é desenvolvido no mundo desde o século XVI. 

     No Brasil a atuação da sociedade em trabalhos voluntários ainda é pequena, comparada com outros países. A média mundial é de 37%.

     Em 1943, por meio das organizações religiosas o voluntariado começou a ganhar força, quando foi implantada a primeira Santa Casa de Misericórdia. O Estado só começou a desenvolver ações de políticas públicas, (que tinham como foco a assistência social); na década de 30, atuando assim nas Instituições Filantrópicas.

     Em 1990, pode-se dizer que o trabalho voluntário ganhou força e consciência no Brasil, quando foi então elaborado o Programa Voluntários, da Comunidade Solidária. Em 1996, constituindo, em 16 estados e no Distrito Federal, mais de 30 centros de voluntariado.

No ano de 1998, o então presidente Fernando Henrique Cardoso sancionou a Lei nº 9.608/98, estabelecendo os limites legais entre o voluntário e a relação de trabalho. Hoje, o Brasil conta com mais de 19.7 milhões de voluntários, sendo 53% homens e 47% mulheres.

 

“Uma pesquisa do Instituto Datafolha, realizada em dezembro de 2014, encomendada pela Fundação Itaú Social, mostrou que somente 28% das pessoas já participaram de algum tipo de trabalho voluntário e que 11% continuam atuando neste tipo de iniciativa”.

      

Fotos da notícia