Institucional





História do Hospital São José



A história do Hospital São José com Criciúma começou precisamente em 1932. Em um terreno localizado na Avenida Centenário; atualmente onde esta instalado uma das unidades do Banco Santader, estava localizado a primeira unidade de saúde do município.

O prédio arrendado prestava atendimento aos doentes que por aqui chegavam. Com o fim do contrato, o atual prefeito da época, Sr. Elias Angeloni e alguns colaboradores, precisavam decidir onde seria instalada a nova unidade de saúde. Definiu-se então, que seria necessário construir uma estrutura própria. Foi quando em 1934 criou-se uma comissão administrativa para tratar do assunto. Neste mesmo ano, a viúva Clara Catarina de Lucca, fez uma venda simbólica de um terreno; o local onde hoje esta localizado a atual sede do Hospital São José.

A obra foi projetada para 20 quartos, 15 destes destinados aos pacientes e o restante para suprir as necessidades que o hospital na época possuía, como sala de operação, sala de curativos, sala de visitas, capela, cozinha, entre outros ambientes. Para que a obra pudesse ser erguida, a prefeitura cobrava 10% sobre os impostos municipais, que eram contribuições da população e doações da comunidade em geral. Após dois anos em construção, a obra finalmente pode ser inaugurada. No dia oito de novembro de 1936, Criciúma já possuía um hospital.

Neste ano então, iniciava o trabalho das Irmãs Escolares de Nossa Senhora em Criciúma. Sem experiência na área da saúde, as Irmãs Escolares, estavam instaladas no município de Forquilhinha, mas prontamente atenderam o chamado do prefeito para atuar na área da saúde, mesmo sem experiência. Há 80 anos fazendo parte da cidade, a história do HSJosé, muitas vezes confunde-se com a história de Criciúma, pois parte de tudo que aconteceu na cidade pode ser presenciado pelas Irmãs Escolares que já estavam trabalhando no município.

Por ser uma cidade de mineração, a principal assistência era aos mineradores; setor este que impulsionava a economia da época e gerou o desenvolvimento da região. Hoje, o hospital realiza e proporciona assistência médico-hospitalar para pessoas de todos os grupos sociais da Região Sul Catarinense, apoiado por programas de ensino e pesquisa.

De caráter privado e de utilidade pública, o HSJosé é uma Instituição Filantrópica, que vem crescendo e desenvolvendo-se com o passar dos anos. A irmãs Escolares dedicam-se diariamente para manter a Instituição, oferecendo sempre mão de obra qualificada, excelência no atendimento e tecnologia para que toda sociedade seja bem assistida. Atualmente, cerca de 1100 profissionais atuam diariamente no HSJosé.

Declarado Hospital Ensino, pelo Ministério de Educação, a Entidade conta ainda com médicos residentes, acadêmicos de medicina, enfermagem e outros estagiários na área da saúde; cerca de 800 alunos/ano passam pelo hospital. Além das entidades que prestam serviços sociais e voluntários. Inserida nas regiões da AMREC, AMESC e AMUREL, o que compreende 45 municípios, totalizando uma população estimada em 994 mil habitantes, o Hospital São José já é considerado um dos maiores hospitais do Sul de Santa Catarina. Em 2015, foram atendidas mais de 251.525 mil pessoas, sendo 85% por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). No mesmo ano, foram atendidos mais de 133.918 mil pessoas no serviço de Urgência e Emergência do Pronto Atendimento.

O HSJosé conta com o Conselho Consultivo, serviço voluntário, formado por instituições da sociedade. Considerado referência em Alta Complexidade em Cardiologia, Oncologia, Ortopedia, Neurologia e Infectologia, realizando o papel de um verdadeiro hospital regional. Em 80 anos de existência, o HSJosé, por meio das Irmãs Escolares de Nossa Senhora continua lutando para “prestar assistência hospitalar a todos, com excelência, criando condições para educação em saúde, por meio do ensino e pesquisa de forma integrada com a comunidade”.



Denominação e forma de atuação: A Sociedade Literária e Caritativa Santo Agostinho – Hospital São José – HSJosé - é uma Associação de caráter beneficente, educativo, de assistência social e filantrópica, sem fins lucrativos.
Reconhecida de Utilidade Pública pelas Leis:
Municipal: Lei Nº 216 de 13/09/1957
Estadual: Lei Nº 2.881 de 23/12/1961
Federal: Decreto Nº 64.443 de 02/05/69.

Data da instituição: Fundada em oito de novembro de 1936, com a vinda das Irmãs Escolares de Nossa Senhora para o Brasil.