Rins: todo cuidado é necessário

Rins: todo cuidado é necessário

Importância de exames

    O cuidado com a saúde deve ser uma preocupação de todos. Realizar exames preventivos periodicamente é uma questão de prevenção.

O cuidado com os rins não é diferente, dar atenção a este órgão que tem extrema importância para o funcionamento de nosso organismo é algo que precisa de atenção e muito cuidado. O cuidado com os rins é fundamental também para evitar algumas doenças que muitas vezes são silenciosas.

    Segundo dados da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), um a cada 10 brasileiros tem problemas nos rins, e 70% das pessoas que estão em diálise descobrem a doença muito tarde.

 

Insuficiência renal crônica

A insuficiência renal crônica é um problema silencioso; caracterizado pela perda gradativa e até mesmo sem condições de melhora das funções do rim.

Especialistas afirmam que grande parte das pessoas que desenvolvem o problema, muitas vezes quando identificam a doença em estágio bem avançado, tendo que ser encaminhados para diálise ou até mesmo o transplante.

Dra. Cassiana Mazon Fraga, é médica nefrologista do serviço de Hemodiálise do Hospital São José, e afirma que as manifestações clínicas da doença são diversas e muitas vezes inespecíficas, podendo ser confundidas com várias outras doenças. “Os pacientes podem desenvolver anemia, cansaço, falta de apetite, emagrecimento, inchaço, escurecimento da pele, espuma na urina, sangramento na urina, entre outros; por isso ficar atendo e realizar exames para que seja feito um diagnóstico claro e preciso. As principais doenças que acometem os rins são a hipertensão arterial e o diabetes, então as pessoas que tem estas doenças devem frequentemente ser avaliadas, para que o médico avalie quanto a presença ou não de alterações na função dos rins e assim ter um controle rigoroso das doenças mencionadas”, esclarece a especialista.

 

Prevenção de doenças renais

     A prevenção das doenças renais é algo que tem sido discutido continuamente, a fim de trazer cada vez mais conscientização às pessoas sobre a prevenção e o diagnóstico precoce da doença renal crônica.

 

Tratamento para pacientes com problemas renais

     A médica afirma que, nem todos os pacientes com doenças renais precisam realizar o que chamamos de terapia renal substitutiva, que compreendem a hemodiálise a dialise peritoneal e o transplante renal. “Muitas doenças podem ser tratadas com medicamentos, com um bom controle de doenças como a hipertensão e o diabetes de maneira a recuperar a função do rim ou estabilizar a doença renal. Alguns exames mais comuns podem evidenciar uma possível lesão renal; estes avaliam os níveis sanguíneos de creatinina, assim como o exame simples de urina; todos devem ser feitos rotineiramente em qualquer pessoa, tendo em vista que as doenças renais na maioria das vezes não apresentam sintomas específicos”, esclarece a especialista.

 

Transplante Renal

O transplante renal é uma das terapias de substituição renal e pode ser realizado em pacientes com menos de 20 a 10 ml/min de taxa de filtração glomerular!

Os pacientes candidatos a um transplante renal passam por uma série de avaliações multiprofissionais para avaliar a possibilidade de realizarem esse tratamento, a possibilidade já é identificada pelo médico especialista durante o tratamento ou mesmo na avaliação médica após a realização dos exames necessários.

 

Ações na semana de conscientização de cuidado com o rim

Para trazer ainda mais conscientização sobre o problema e os cuidados que pacientes com problema renais precisam ter, a equipe multidisciplinar do HSJosé realiza durante a semana diversas ações para os pacientes em tratamento.

“Como esta semana tivemos o dia mundial do Rim, resolvemos organizar algumas atividades para nossos pacientes e também familiares que acompanham as pessoas em tratamento, a fim de difundir ainda mais o cuidado que todos devem ter com o seu rim”, aponta a enfermeira do setor Alice Nascimento Spíndola.

Os pacientes em tratamento tiveram um dia de cuidados com a pele, degustação de um prato saudável, elaborado pelo serviço de nutrição e dietética do hospital e também durante todos os dias, conversas informativas sobre o cuidado com saúde.

     Santo Roudão Silveira (55), faz hemodiálise há dois anos. Hoje após realizar o tratamento recebeu como lanche, um empadão elaborado com ingredientes saudáveis e que podem ser consumidos por pacientes que fazem diálise. A iniciativa faz parte da semana de conscientização promovida pelo HSJosé. “Infelizmente, a gene começa a cuidar da saúde e da alimentação depois que ficamos doente. Eu fui caminhoneiro por 12 anos e neste tempo nuca tive cuidado com a alimentação, aqui além do tratamento, a equipe sempre nos incentiva no cuidado com a saúde, e isso é muito bom”, comenta Silveira.

Fotos da notícia

Notícias São José