Quando o sino tocar acabou, e a vida recomeça

Quando o sino tocar acabou, e a vida recomeça

Badaladas de um sino, mostram o fim do tratamento e a esperança de vida nova para pacientes que trataram o câncer

        

      A partir de agora, no setor de radioterapia do HSJosé, quando o Sino tocar, será motivo de alegria para todos; principalmente para os pacientes que fazem tratamento no setor.

Como forma de esperança aos pacientes em recurso terapêutico contra o câncer, um Sino foi instalado recentemente no HSJosé e toda vez que os pacientes receberem alta, poderão tocar o sino.

 

Momento de alegria.

      A ideia de fé e esperança vem ganhando o gosto de muitas Instituições de saúde no Brasil e no mundo, mas o carinho e entusiasmo a cada badalada é motivador e um “combustível a mais”, para médicos que realizam o tratamento, equipe técnica e de enfermagem, mas principalmente para os pacientes que passam pelo tratamento, agora ao tocarem o sino, sentem que conquistaram mais uma etapa no processo da luta contra o câncer.

“Sabemos que esta ideia já existe em outros lugares. Vi está ideia na rede social de um hospital e achei sensacional e quis trazer para o Hospital São José e assim fizemos. Quando vemos a emoção dos pacientes ao poder tocar o sino, nos anima também”, aponta Renata Mendes, enfermeira do HSJosé.

     O “Sino da Esperança” foi inaugurado esta semana no Serviço de radioterapia do HSJosé.  O intuito da equipe, com a instalação do objetivo, é que se torne um símbolo de superação do local para os pacientes.

A ideia é única e exclusivamente para trazer esperança aos pacientes, para que se sintam motivados a vencer a doença e assim incentivar com o passo de conquista, quem inicia.

     O ato é simbólico e voluntário para quem toca o sino, pois significa que parte do processo já foi vencido.

Conquistar mais uma etapa de um início difícil e muito doloroso, precisa ser, ouvido e por que não comemorado. E foi isso que aconteceu esta semana quando quatro pacientes conseguiram tocar o sino. Muitos aplausos e gritos, mas de felicidade!

“A ideia do sino foi demais, motivador, dá uma sensação de vitória e cura. Pois sabendo que muitos não conseguem e não vão tocar o sino e nós vencemos”, contou Ivonete da Rosa Joaquim (50), que fez 20 sessões de para tratar o câncer de mama.

 “Hoje podemos ver algo a mais, sempre que um paciente receber alta irá tocar este sino, para marcar o fim de uma etapa de sua vida que teve momentos difíceis e dolorosos. Mas este podemos dizer, que é o som da vitória. O sino trouxe um fôlego à mais para os pacientes em tratamento”, comenta a enfermeira.

 

Ato de Motivação

     Todos os meses, cerca de 260 pacientes passam pelo setor de radioterapia do HSJosé, entre consultas médicas e tratamentos. A cada gesto por mais simples que seja, é um motivo a mais e um fôlego novo deixados para os que saem aos que iniciam a nova jornada de sessões.

 

Árvore da vida

 

     Além do sino instalado, a enfermeira do setor teve a ideia de montar uma árvore, a árvore da vida; onde as folhas, são recados de fé e esperança para os pacientes que iniciam o tratamento. “Pensei que nosso setor precisava de algo a mais para incentivar os pacientes. Mas as palavras trazem esperança e amor”, descreve a enfermeira do setor Carina Demetrio Lobo da Silva.

O gesto também é voluntário, a enfermeira do setor convida as pessoas que terminam o tratamento, que caso tenham vontade, que escrevam algo para os que estão iniciando o processo de tratamento.

“ Gratidão é quando a alma diz obrigada. Por isso gostaria de agradecer a Deus pela vitória. Ele me deu força e fé para prosseguir firme  nesta caminhada. Agradecer a toda equipe da radioterapia que me acolheu com amor e carinho, há vocês meu eterno carinho”, assinou uma das pacientes que terminou o tratamento e deixou seu recado para quem inicia o tratamento.

     Ainda segundo a enfermeira do setor, o motivo da inciativa é unicamente para trazer força aos pacientes que começam por um processo muito doloroso e desta forma, vendo pessoas que venceram tocar o sino e lerem recados de esperança, trará ânimo e vontade de lutar todos os dias.

“Momentos como este vir ao hospital diária ou semanalmente para fazer um tratamento, não deve ser uma situação confortável, por isso tentamos de muitas formas fazer com que este processo seja menos doloroso para estas pessoas. Buscamos além da humanização no tratamento, proporcionar a eles momentos diferentes e entusiasmo muitas vezes, o sino da esperança e a árvore da vida foi um deles”, comenta.

     Além dos recados e do badalar do Sino, os pacientes que terminam esta etapa, também recebem um certificado de coragem por concluir o tratamento de radioterapia.

Fotos da notícia

Notícias São José