Nova tecnologia para tratamento auditivo é utilizada em cirurgia no HSJosé
(foto ilustrativa)

Nova tecnologia para tratamento auditivo é utilizada em cirurgia no HSJosé

     Para auxiliar na reabilitação auditiva de uma paciente, o médico cirurgião otorrinolaringologista Dr. Felipe Trento (CRM-1571/RQE10548), realizou um procedimento inédito no HSJosé. Trata-se de um implante de Prótese auditiva ancorada no osso, sistema BAHA. A paciente uma mulher de 40 anos.

     A paciente foi diagnosticada com otite crônica tuberculosa; para tratar o problema, precisou realizar uma cirurgia de ouvido radical, pois sua audição já estava afetada. Segundo o especialista neste caso, não havia a possibilidade de recuperar a audição (do ouvido prejudicado); nem tão pouco, realizar outro tipo de procedimento para colocar um dispositivo comum, por exemplo, desta forma, viu-se como solução, colocar a prótese ancorada. “No caso desta paciente, a única opção seria a prótese auditiva ancorada no osso, sistema BAHA, e foi o que fizemos. A cirurgia consiste em implantar um pino ósseo de titânio, ancorado no osso temporal, próximo ao ouvido. Após, conectamos um processador que capta e transmite o som diretamente para o ouvido interno na região da cóclea pelo osso, ou seja, o som não passa mais pelo canal auditivo e pelo tímpano, ele vai direto do osso à cóclea, sem passar pela área prejudicada”, descreve o especialista.

     De acordo com o médico, o sistema funciona normalmente, porém, sempre que o paciente ouvir do lado do ouvido que não foi afetado, vai entender que esta ouvindo pelo lado do ouvido que colocou o implante; mas na prática, estará ouvindo pelo outro lado.

O sistema auxilia a captar o som de onde ele vem realmente e transmitir para outro lado. "O implante auxilia as pessoas a ouvirem adequadamente. Voltam a ter uma vida social e laboral mais ativa", comenta.

    O procedimento realizado no HSJosé teve duração de aproximadamente quatro horas e transcorreu como esperado. Esta cirurgia especificamente, começou a ser realizada na netidade este ano.  

Em cirurgias desta natureza o paciente normalmente vai para casa no mesmo dia, precisando ter apenas alguns cuidados de assepsia.

     Segundo o especialista, após 40 dias, o processador externo é ativado com auxilio de um profissional de fonoaudiologia.

 

O Sistema BAHA

          De acordo com estudos, o sistema BAHA tem sido uma importante alternativa para as pessoas que apresentam problemas auditivos graves com difícil controle clínico, ocasionando a perda da audição.  

     A realização do procedimento cirúrgico, segundo Trento, é simples, rápido e proporciona aos pacientes resultados significativos.

Notícias São José