HSJosé presta atendimento de excelência para pacientes acometidos com AVC

HSJosé presta atendimento de excelência para pacientes acometidos com AVC

Referência no serviço de neurologia e neurocirurgia, pacientes que necessitam de atendimento para tratamento em Acidente vascular Cerebral, considerado de Alta Complexidade, conta com novos médicos para auxiliar no atendimento. Um novo formato também foi planejado para trazer ainda mais benefícios aos pacientes

 

       O serviço de AVC no Hospital São José funciona 24h ao dia, sete dias por semana e está à disposição da população para atender os casos de AVC hiperagudo/ em evolução. Composto por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, técnicos de radiologia, fisioterapeutas, fonoaudiólogas, terapeuta ocupacional, psicóloga, equipe de apoio (limpeza, manutenção), nutricionistas, e assistente social, etc, o atendimento de referência conta hoje com uma equipe multidisciplinar completa.

De acordo com a médica neurologista responsável pelo serviço no HSJosé, Dra. Gisele de Medeiros (CRM-8552/RQE-3024), o AVC é uma doença muito frequente, que ocorrerá a cada quatro pessoas e que habitualmente deixa sequelas irreparáveis. “Por ser algo que poderá deixar sequelas, a finalidade do tratamento dos casos de AVC em evolução é tentar diminuir ao máximo os danos ocorridos por causa do problema, minimizando as sequelas. Nossa tentativa será sempre devolver ao paciente a sua independência e oferecer um melhor desfecho, depois de ocorrida esta a doença”, enfatiza a especialista.

    Atualmente no serviço exclusivo para este tipo de atendimento no HSJosé, conta com três neurologistas; se houver necessidade de interferência cirúrgica, contamos com quatro neurocirurgiões, sendo um deles neuroendovascular.

    O serviço de AVC na Instituição destina-se a atender casos que ocorreram há menos de 4 horas e meia, pacientes estes, que podem ser candidatos a receber o medicamento específico para esta patologia. “O medicamento em questão, é infundido em uma veia do paciente, e tem a finalidade de “desmanchar" o coágulo de sangue que está impedindo a circulação correta de sangue no cérebro. Este medicamento tem a finalidade de fazer voltar a circulação do sangue naquela região do cérebro afetada pelo AVC”, pontua Dra. Gisele.

 O procedimento propriamente dura uma hora, é realizado sob a supervisão presencial de um neurologista. Posteriormente, o paciente é internado por 24h a 48h em uma unidade de terapia intensiva; passado este prazo, ele é transferido à unidade de AVC do Hospital, onde permanece por mais dois ou três dias. Neste período de internação, o paciente é assistido pela equipe multidisciplinar, prestando todo atendimento necessário para sua recuperação.

“Desde que iniciamos um atendimento específico e direcionado no serviço de AVC, em média, três pacientes ao mês são atendidos. Alguns destes pacientes, que chegaram com paralisia completa de um lado do corpo, apresentaram melhora total dos sintomas após o tratamento, voltando à sua vida normal, como era antes do AVC, e outros pacientes apresentaram melhora significativa dos sintomas, mudando definitivamente a história natural do AVC”, enfatiza.

       Na maioria dos casos, a medicação é suficiente para tratar a doença, entretanto, uma parcela dos pacientes, geralmente casos mais graves, pode necessitar da intervenção e atuação de um neurocirurgião que pode realizar a  trombectomia mecânica. " Nestes casos, realizamos um procedimento endovascular minimamente invasivo que consiste em ir por dentro das artérias do corpo até o local da obstruçæo da artéria cerebral e retirar mecanicamente o que estiver impedindo a passagem do sangue, seja aspirando ou tracionando esse material que geralmente é um coágulo de sangue", ressalta o médico neurocirurgião com subespecialidade em neurorradiologia intervencionista, Dr. Luiz Pedro Willimann Rogério (CRM-17821/RQE-14899).

 

 O objetivo com o serviço de AVC do Hospital São José, é tratar o AVC, diminuir as sequelas provocadas por esta enfermidade, e mudar a história, onde antes pouca coisa poderia ser feita para o tratamento, e muitas pessoas permaneciam dependentes ou acamadas após um AVC; e agora as pessoas podem ter uma chance de boa recuperação se por ventura forem acometidas por um AVC.

 

Informação: Acidente Vascular Cerebral- AVC

Notícias São José